Eu corri

Nesse campo aberto,

corro.

Tudo está escuro,

mas eu corro;

Vejo que não há salvação,

mas eu corro

Onde estão todos eles?

Nâo sei,

Eu só corro.

As estreças sumiram

e eu corro,

O sol começa a nascer

mas eu não quero nascer com ele

Eu corro,

O mundo parece girar mais rápido,

Meus pensamentos conectam-se

E eu corro

Mais veloz,

Estou chegando em algum lugar,

Mas então percebo,

que estou perdido,

Não corro mais,

deito,

e morro,

a minha carne deprendem-se dos ossos,

o sangue evapora,

e lá,

só restam os meus ossos,

brancos,

brancos como as nuvens,

gostaria  de viver,

gostaria de correr,

Mas lá estou eu,

Morto em um fundo negro,

Em um labirinto escuro,

Onde a luz nunca penetrou,

E onde falhei em encontrá-la,

Eu tentei,

Mas acima de tudo…

eu corri.

eu morri…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s